Quarta-Feira, 17 de Outubro de 2018
Cidade: Extrema-MG





Eventos
 
Aquático
 
Aventura
 
Rural
 
 
Escolha as Opções:
Alimentação Automóveis Beleza Cruzeiros Marítimos Decoração Energia Alternativa Feiras e Negócios Festas (Infantis e Adultos) Festas Country Flores e Cestas Hospedagem Moda, Magazine e Confecção Móveis Rústicos Pescarias Prestação de Serviços Publicidades Serviços 24 Horas Shopping Centers Thermas/Parques Aquáticos Utilidade Pública Viagens e Transporte

 
Enquete:

 
 

População: 18.985 Homens: 9.765
Mulheres: 9.220 Área Total(km2) 244
Densidade pop: 77.81 Fonte: IBGE
   
Facebook Share Button
História
   
A origem do município de Extrema é relativamente antiga, pois se prende a 29 de novembro de 1764, quando o General Luiz Diogo da Silva, governador de Minas Gerais, ao visitar o arraial de Camanducaia e, de volta, tendo passado pelo Registro de Mandú (atual Pouso Alegre), resolveu que esse "Registro" ficaria melhor colocado à margem do rio Jaguarí, para onde o transferiu pelo assento de 29 de novembro de 1764. Deste, originou-se o fato de ser Extrema primitivamente conhecida pelo nome de “Registro”. Esse cunho oficial entretanto não deu impulso decisivo ao povoado, o qual somente no fim do século 18 começou lentamente a incrementar-se, corporificando-se a idéia da ereção de uma capela nos primeiros anos do século 19, ainda na vigência da era colonial.

Foi no ano de 1819 que se deram os primeiros passos para criação e formação do lugar, nessa época já habitado por fazendeiros e outros moradores esparsos procedentes de Camanducaia e sobretudo de Bragança Paulista, Atibaia e São João do Curralinho.

Segundo os autos da constituição do patrimônio de Santa Rita arquivados na Cúria Metropolitana de São Paulo, nos anos de 1819 foi endereçada aquela entidade eclesiástica uma petição no sentido de se edificar uma ermida e de se constituir um patrimônio de fiança e favor da capela. É provável que os signatários da representação junto à cúria diocesana não tivesse sido aceito, pois somente no dia 7 de agosto de 1832, foi passada provisão autorizando a ereção da capela consagrada a invocação de Santa Rita, que seria construída ao redor de 30 alqueires de terra que foram anteriormente doados pelo abastado lavrador José Alves, conhecido como “Zeca Alves”.

No dia 12 de janeiro de 1839 foi realizada a primeira audiência do Juízo de Paz, sob a presidência do juiz Francisco da Silva Teles.

Em 12 de outubro de 1871, através da lei nº 1858, o povoado de Registro passou a ser distrito, só que a partir desta data, com a denominação de Santa Rita de Extrema ( por se localizar no extremo sul de Minas Gerais). No dia 22 de dezembro desse mesmo ano, deu-se a instituição canônica como paróquia.

No ano 1874, registrou Bernardo Saturnino da Veiga, a existência de 60 casas em Santa Rita de Extrema, formando essas casas 4 ruas irregulares e um largo onde se acha colocada a igreja matriz e um modesto cemitério.

O distrito de Santa Rita de Extrema passa a ser denominado município através de lei nº 319, de 16 de setembro de 1901, sendo efetivamente instalado a partir de 1º de janeiro de 1902.

Em 18 de setembro de 1915, a lei estadual nº 663 altera o nome do município que passa a se chamar Extrema. Através da lei estadual nº 893 de 10 de setembro de 1925 é elevada à categoria de cidade a sede do município de Extrema.





English:
The origin of the municipality of Extrema is relatively old, since it is attached to November 29, 1764, when General Luiz Diogo da Silva, governor of Minas Gerais, when visiting the camp of Camanducaia and, back, having passed through the Registry of Mandú (Currently Pouso Alegre), decided that this "Registry" would be better placed on the bank of the Jaguarí River, to where he transferred it by the seat of November 29, 1764. From this, it originated the fact that Extrema was originally known by the name of " Record". This official stamp did not, however, give decisive impulse to the town, which only slowly began to increase in the late 18th century, embodying the idea of ​​the erection of a chapel in the early years of the 19th century, still in the colonial era.

It was in the year 1819 that the first steps were taken for the creation and formation of the place, at that time already inhabited by farmers and other sparse dwellers from Camanducaia and especially Bragança Paulista, Atibaia and São João do Curralinho.

According to the records of the constitution of the patrimony of Santa Rita filed in the Metropolitan Curia of São Paulo, in the years of 1819 the ecclesiastical entity was addressed a petition in order to build a hermitage and to constitute a patrimony of guarantee and favor of the chapel. It is probable that the signatories of the diocesan curia were not accepted, since only on August 7, 1832, a provision was passed authorizing the erection of the chapel consecrated to the invocation of Santa Rita, which would be built around 30 alqueires de Land that were previously donated by the wealthy farmer José Alves, known as "Zeca Alves."

On January 12, 1839, the first hearing of the Justice of the Peace was held, under the presidency of Judge Francisco da Silva Teles.

On October 12, 1871, through the law no. 1858, the town of Registry became a district, only as of this date, with the name of Santa Rita de Extrema (because it is located in the extreme south of Minas Gerais). On December 22 of that same year, the canonical institution was given as a parish.

In the year 1874, Bernardo Saturnino da Veiga recorded the existence of 60 houses in Santa Rita de Extrema, forming these houses 4 irregular streets and a large square where is placed the main church and a modest cemetery.

The district of Santa Rita de Extrema is now called the municipality through law no. 319, dated September 16, 1901, and effectively installed as of January 1, 1902.

On September 18, 1915, state law number 663 changes the name of the municipality that is called Extrema. Through state law no. 893 of September 10, 1925, the municipality of Extrema is elevated to the category of city.





Spanish:
El origen del municipio Extreme es relativamente antigua en lo que respecta al 29 de noviembre de 1764, cuando el general Luiz Diogo da Silva, gobernador de Minas Gerais, para visitar el campamento de Camanducaia y la espalda, habiendo pasado al registro Mandú (corriente de Pouso Alegre), decidió que este "registro" estaría en mejor posición fuera del río Jaguari, donde el transferida por el asiento de 29 de noviembre de 1764. a esto, se originó en el hecho de que Extreme originalmente conocida como la " registro ". Esta característica, sin embargo no dio un impulso decisivo para el pueblo, que sólo al final de los 18 comenzó lentamente siglo para aumentar hasta, idea de la erección a encarnar, una capilla en los primeros años del siglo 19, incluso en presencia de la era colonial.

Fue en el año 1819, que dio los primeros pasos para crear y entrenar el lugar en ese momento ya habitada por los agricultores y otros dispersos habitantes de Camanducaia y especialmente de Braganca Paulista, Atibaia y Sao Joao do Curralinho.

De acuerdo con el archivo de la constitución de la equidad de Santa Rita presentada en la Curia Metropolitana de Sao Paulo, en el año 1819 se abordó esa autoridad eclesiástica una petición con el fin de construir una capilla y ser un vínculo de la herencia y de la capilla. Es probable que los firmantes de la representación por la curia diocesana no habían sido aceptadas, debido a que sólo el 7 de agosto de 1832, fue aprobada disposición que autoriza la construcción de la capilla dedicada a la advocación de Santa Rita, que fue construido alrededor de 30 acres de tierra que previamente fueron donados por el rico agricultor José Alves, conocido como "Zeca Alves".

El 12 de enero, 1839 eran celebró la primera audiencia de la Corte de Paz, bajo la presidencia del juez Francisco da Silva Teles.

El 12 de octubre, 1871 por la Ley Nº 1858, el Registro de la ciudad se convirtió en el distrito, sólo a partir de esa fecha, bajo el nombre de Santa Rita extrema (ya que se encuentra en el extremo sur de Minas Gerais). El 22 de diciembre de ese mismo año, se produjo la institución canónica como parroquia.

En el año 1874, grabó Bernardo Saturnino da Veiga, la existencia de 60 casas en Santa Rita extremo formando estos 4 calles irregulares y casas una amplia donde se coloca la iglesia parroquial y un cementerio modesta.

El distrito de Santa Rita Extreme pasa a ser nombrado municipio por la Ley Nº 319 de 16 de septiembre de 1901, efectivamente se está instalando el 1 de enero, 1902.

El 18 de septiembre de 1915, la ley estatal No. 663 se modifica el nombre del condado que ahora se llama Extreme. Por ley estatal N ° 893 del 10 de septiembre 1925 se eleva a una ciudad la sede del municipio de Extreme.
   
Mapa:

Visite outras Belezas do Brasil
 
 
   
   
 
     
MAPA DO PORTAL
* Fale Conosco * São Paulo
* Anuncie Aqui * Rio de Janeiro
* Política de Privacidade * Minas Gerais
* Fazer Parceria * Bahia
* Favoritos * Santa Catarina
* Mundo das Orquídeas * Distrito Federal
* Empresa * Espírito Santo
IMPORTANTE: A maioria das fotos foi tirada diretamente da internet. Elas tem o único propósito de divulgar as belezas do Brasil e o Portal não possui direito autoral algum sobre elas. No caso de fotos cujos nomes dos autores não aparecem, isso quer dizer que os mesmos não foram identificados nos sites de onde foram colhidas as fotos. Caso algum autor queira que eu identifique/corrija seu nome na foto, basta nos avisar através do formulário de contato. Da mesma forma, caso algum autor deseje que eu retire a sua foto do Portal, basta se manifestar que nós faremos. Obrigado pela compreensão.

© 2018 - Turismo pelo Brasil.Net - Todos os direitos reservados - SR & R Publicidades